Força Chape!

2016/17. Camisola usada por Rui Patrício no jogo contra o Vit. Setúbal de 3 de Dezembro de 2016, em homenagem às vítimas da queda do avião da Chapecoense.

Camisola do meu amigo Paulo José, benfiquista colecionador de camisolas de todos os clubes, e que tem esta preciosidade. Normalmente, não gosto de ver camisolas do Sporting nas mãos de adeptos de outros clubes. Abro uma das poucas exceções para o Paulo, que merece o que tem, pelo seu amor às camisolas, inclusive esta camisola excecional.

Image may contain: one or more people and outdoor

A última camisola pura

A partir da época 1987/88 o Sporting passou a ter publicidade nas camisolas. Foi FNAC, e foi o fim das camisolas completamente puras, só listas verde brancas, com o leão ao peito, sem mais.

O que pouca gente se lembra é que só começámos a usar o FNAC a partir do derby contra o SLBenfica a 26 de setembro de 1987. Antes disso, jogámos, com a camisola listada, três jogos particulares, dois da Taça de Honra, um da Taça das Taças, e três do Campeonato Nacional, sem patrocínio. Sempre o mesmo modelo, ou seja, deverão ter sido feitas 14 camisolas destas: do 2 ao 11, e do 13 ao 16.

Esta é a do Oceano.

Camisola branca de mangas compridas 1980/81

A pedido de um amigo colecionador fui averiguar mais exatamente em que jogos teria sido usado este modelo de camisolas,  branca de mangas compridas 1980/81.

Em primeiro lugar, no início da época foi usado um modelo de mangas curtas, o qual é diferente. Foi no jogo da 8ª jornada contra o Sp. Espinho. Nesta foto não se vê muito bem, mas pronto, quem quiser arranje uma melhor :) 0Depois, fui averiguar em que jogos teria sido usado o modelo de mangas compridas. Encontrei dois e apenas dois:

- 22ª Jornada SPORTING – V. Setúbal

- 28ª Jornada SPORTING – Portimonense

E aqui estão fotos desses dois jogos:

00

 

Formação início anos 1980

Fim dos anos 1970, início dos anos 1980. Camisola da formação. Esta camisola foi oferecida ao fiscal de linha Chris van de Laar após o jogo contra o Atlético de Bilbao de 11 de dezembro de 1985, quando ele pediu uma para o seu filho Roy, que na altura tinha 12 anos. É de tamanho correspondente, e é uma beleza!

O emblema é típico do fim dos anos 1970, a partir de 1979, e início dos anos 1980.